Seguidores

Facebook

Tecnologia do Blogger.

Link-me

O Blogueiro

Visitas.

05/06/2014


Título: Presentes da Vida
Autor: Emily Giffin
Editora Novo Conceito
Páginas: 384



SKOOB


Aqui estou eu novamente saindo da minha rotina, saindo da minha zona de conforte, e lendo um livro diferente do que estou acostumado. Sim. E essa experiência tinha tudo para ser um desastre, concordam? Pois bem, não foi um desastre! A leitura fluiu rapidamente e o livro foi muito divertido e leve.

Este livro é a continuação de "O noivo da minha melhor amiga", não li este, mas com certeza minha resenha terá vários spoilers, pois a história de "Presentes da Vida" se inicia a partir do que acontece no final deste outro livro. Acredito que em O noivo da minha melhor amiga a história seja narrada por Rachel, ou seja, em Presentes da Vida vemos o outro lado da história. (O livro é uma continuação, mas me parece totalmente independente)!!!


Em Presentes da Vida acompanhamos os acontecimentos da vida de Darcy Rhone, uma protagonista que imprime uma personalidade fútil. O que acontece? Ela está noiva de Dexter, mas acaba se apaixonando por Marcus, amigo de Dex e um dos padrinhos do seu casamento. A relação de Darcy com Marcus é muito intensa, ela engravida do "amante", e em poucas semanas decide cancelar o casamento. Ok. Ela conversa com seu noivo e descobre que ele deseja o mesmo, pois o casamento seria um erro para os dois. 

Darcy resolve contar tudo o que aconteceu para a sua melhor amiga Rachel - em um momento ali da história Rachel e Marcus tiveram um rolo e Darcy pensa que talvez a amiga fique chateada. No meio da conversa, em que Rachel se mostra muito compreensível, Darcy dá de cara com um relógio que havia comprado para Dex... Mas como aquele relógio fora parar ali? Vasculhando um pouco a casa ela acaba encontrando seu ex-noivo dentro do armário de Rachel. Sim, eles estavam tendo um caso.

Como vocês podem ver, nessa história todo mundo é de todo mundo e ninguém é de ninguém. (risos). Isso poderia ser tratado de uma forma dramática, mas acho que Emily Giffin quis dar um tom cômico ao drama de Darcy, que é a personagem em que a história está focada. Ela simplesmente não consegue entender como que alguém tão bonita, na moda, especial, e blá, blá, blá, como ela... pode ser trocada por Rachel ("uma mulher tão sem graça"). E também não consegue entender como sua melhor amiga de toda a vida fora capaz de lhe trair daquela maneira. (Bom, em nenhum momento ela se toca que também estava traindo seu futuro marido com um dos amigos dele e, o que é pior, a autora escreve de uma tal forma que por várias vezes você acredita que a personagem tem razão).

Aconteceu tudo isso (nos primeiros capítulos) e Darcy precisa seguir em frente, levar seu namoro com Marcus adiante, no entanto, a pedra fundante deste relacionamento é o sexo que em algum momento se desgasta, os defeitos de Marcus começam a ficar gritantes... Darcy também é complicada, ela desenvolve um fixação por Rachel e Dex e passa muito tempo se preocupando se eles estão mais felizes do que ela. (Eu me pergunto o quanto isso deve ter sido difícil para Marcus). Levando em conta o que foi dito, o casal rompe.

Agora Darcy está sozinha, grávida e desolada... Seu mundo caiu de vez. Ela que nunca havia sido rejeitada na vida estava sem ninguém e vulnerável. Sua família não lhe dá apoio nenhum, ela está realmente se sentindo perdida aos 30 anos está prestes a ser mãe solteira. A pessoa que mais poderia lhe ajudar era Rachel a amiga solidária, mas depois de tudo o que houve isso não aconteceria. 

A grande virada do livro acontece quando Darcy viaja para Londres para se hospedar na casa de um amigo dos tempos de escola, Ethan, um dos únicos amigos que lhe restaram. E então, quais presentes a vida reserva para Darcy? 

"Mas eu sabia, bem no fundo, que não tinha nada a ver com isso. Pela primeira vez na minha vida, eu estava realmente amando uma pessoa". (Página 345)

***

Bom, pessoal, Presentes da Vida é um livro que possui dois momentos: antes de Londres e durante Londres. E é um livro sobre transformação e humanização, digamos assim. A Darcy vai tentar ser uma pessoa melhor desapegar das suas roupas de grife, parar de fazer compras, ajudar as pessoas... Ela realmente começa a reconhecer o seus próprios defeitos...

Eu não sou fã de chick lit, acho que esse é o primeiro que leio e foi surpreendente. Recomendo a todos!!!



P.S. Acho que essa é a resenha mais descritiva que já fiz...





Abraços, 
Rogério Queiroz.



19 comentários:

  1. Oi Rogério :)

    Acho a Giffin uma escritora sensacional, a escrita dela é gostosa e complexa ao mesmo tempo. Abraços!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hum rum.
      Concordo plenamente contigo.
      Emily Giffin é um autora completa, eu acho, mas ainda vou ler outros livros para confirmar essa opinião.

      Excluir
  2. Dizem que nós não podemos escolher um livro pela capa, mas faz muito tempo já que eu estou namorando esse livro somente pela capa!
    Eu não sabia do que se tratava, foi a primeira vez que li uma resenha sobre ele, e gostei muito do que li. Parece ser uma trama que nos prende na história, assim como num determinado momento ali descrito, ela fica presa na vida do casal de "amigos".
    Acredtio que o desenrolar da história seja agradável. E se eu já estava curiosa para ler, agora fiquei muito mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura que vale muito a pena, Sandy. *--*

      Excluir
  3. Oi
    Esse livro é ótimo, a personagem é super diferente e irritante hahha mas amo a autora e a história tomou um rumo incrível, já li O NOIVO DA MINHA MELHOR AMIGA e li esse depois, os dois são ótimos.
    Adorei a resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/06/resenha-se-arrependimento-matasse-alma.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fale da Darcy, hahaha.
      Ela é irritante só no comecinho depois ela se transforma em uma pessoa apaixonante.
      Abraços.

      Excluir
  4. Li esse livro a um tempo já e gostei muito da leitura e da escrita da autora, um livro gostoso de se ler.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, as páginas passam sem a gente perceber devido a leveza da trama.
      =D

      Excluir
  5. Olá Roger, tudo bem???
    Gostei muito de sua resenha e fiquei surpresa quando vi que vc resenhou esse livro tive que vir aqui ler né... rsrsrsr eu tenho vontade de ler esse livro sabe, mas não por agora... mas em um futuro próximo... Gostei da parte divertida... da premissa... acredito que será uma boa leitura pra mim já que foram dadas aqui estrelinhas... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk.
      Achou estranho, né, Dih. (Eu também, mas foi muito divertido).
      Quando você fizer a leitura vai adorar.
      Saudades. *-*

      Excluir
  6. Oi, Rogério!!!

    Faz tempo que estou fugindo do meu gênero favorito hahaha, mas estou gostando muito de histórias diferentes do universo do suspense ou policial. E fico feliz que você gostou desse livro, apesar de nunca ter visto. Bom que conheci um pouco sobre ele.
    Livros em que as pessoas reconhecem seus próprios defeitos são ótimos, isso é caso raro na vida real (na minha pelo menos hahaha).
    Se eu fosse comprar esse livro compraria logo o primeiro...
    Ahh, achei essa capa até bonita!!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Victor.
      Não sei se gosto muito da capa, durante a leitura fui aprendendo a gostar, mas o que me incomoda mesmo é o título que não tem muito a ver com a história.
      Leitura super recomendada, viu.
      Abraços.

      Excluir
  7. Boa tarde, Rogério!
    Confesso que nunca li nada dessa autora, pois minha praia é o suspense/terror. Um dia, talvez eu me interesse, já que as resenhas dos livros dela são ótimas!!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oiii! Ainda não li nada dessa autora acredita?
    Mas gostei da sua resenha, e o que mais vejo por ai, são resenhas positivas, o que me da mais vontade de ler..
    quem sabe agora leio algum hahaha
    beijos, http://umlivronaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Já li algumas coisas da autora, mas uma coisa posso dizer, quero ler a história pela história, e não pela capa. Não acho a capa do meu agrado, mas a história parece ser muito boa... Só uma coisa: não sabia que era a continuação de O casamento do meu melhor amigo... Juro que aquela história tinha terminado quando li, ela não deixou nenhuma ponta solta, e sensação de história terminada.

    Enfim. adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro a Emily, ela é super talentosa!
    O que mais gosto nesse livro é a humanidade da Darcy. Ela é chata e egoísta, mas tem sua segunda chance na vida e consegue iniciar seu processo de amadurecimento. E isso é bom de se ver!
    Recomendo de olhos fechados esse livro.
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Vish Rogério..
    Como eu estou com o primeiro livro em mãos vou meio que passar "batido" por sua resenha.
    Mas fico feliz que você tenha gostado do livro mesmo sendo diferente do que é seu hábito de leitura.

    Assim que eu puder (e lembrar) venho aqui comentar essa resenha.

    Beijos
    Encantos Paralelos

    ResponderExcluir
  12. Eu nunca li nada da autora, mas tenho vontade de começar por Uma Prova de Amor. Parece uma fofura <3
    Já li várias resenhas um tanto negativas em relação a autora, mas isso não diminui a vontade que tenho de ler alguma obra dela. Quem sabe, futuramente, eu não compre Noivo da minha melhor amiga e Presentes da vida...

    ResponderExcluir
  13. Tenho alguns da autora mas este é o que eu mais desejo =)
    A história parece ser bem linda e envolvente... e a escrita é super elogiada.
    Uma amiga minha leu e amou, enfim.. espero comprar em breve =)

    ResponderExcluir