Pesquise!

Carregando...

Seguidores

Facebook

Tecnologia do Blogger.

Link-me

O Blogueiro

Visitas.

20/06/2014



Título: Desaparecidas
Autora: Tess Gerritsen
Editora Record
Páginas: 384


"A sorte está lançada..."

Todo leitor já passou ou vai passar pela seguinte situação. Ao terminar um livro de uma série incrível ficar desesperado por ainda não ter o volume seguinte. Foi justamente isso que aconteceu comigo. Terminei de ler Dublê de Corpo, livro 4 da série Rizzoli & Isles, e precisava ler o próximo volume que é Desaparecidas. O livro está um pouco esgotado, tentei trocar no skoob com todas as pessoas que disponibilizaram o livro para troca e as negociações não deram certo. Eis que em um determinado dia estou eu a passear pelo site do submarino e vejo o livro - que até então não tinha em estoque - estava por 44 reais (muito caro), mas eu precisava. Será que valeu a pena?

Resenha:

No fim de um duro dia de trabalho, a médica legista Maura Isles está prestes a sair do necrotério quando tem a impressão de que um dos sacos se mexeu. Apavorada, sem saber se o que estava vendo era real, ela não vai embora e ao se aproximar das mesas onde ficavam os cadáveres para necrópsia ela se depara com o corpo de uma mulher e quando a morta abre os olhos Maura tem certeza que ela não está tão morta assim. Depois de alguns procedimentos (retirar a mulher do refrigerador, aquecê-la), Maura encaminha a "ex-morta" para o hospital onde ela poderia ter os devidos cuidados.   

Curiosamente não se sabe nada sobre a mulher: nome, nacionalidade, idade. Nada. No hospital ela se mostra muito arredia e difícil de ser controlada. Os médicos tentam contê-la e as coisas desandam, de repente a morta que agora está viva toma a arma de um guarda e o mata e, além disso, faz a Dra. Isles de refém...

O prédio do hospital é evacuado, quando a polícia entra em cena a Dra. Isles consegue se libertar da louca, mas a mulher não é contida e acaba fazendo outras sete pessoas de reféns, incluindo uma mulher grávida.


Jane Rizzoli está em um tribunal dando seu depoimento sobre um caso em que ela teve de arrombar uma casa e perseguir um homem que agredira a esposa. Ela está grávida. No fim do depoimento, o acusado se irrita e agride um guarda. Adivinhem quem contém o homem? Sim, Jane Rizzoli! Ela consegue contê-lo, mas sua bolsa estoura e ela vai parar no hospital, para dar a luz ao seus bebê (Gabriel, seu marido, e ela não quiseram saber previamente o sexo da criança). 

Agora é só juntar "um mais um" para saber que a detetive Jane Rizzoli é a "tal grávida" mantida refém por uma louca perigosa.


Paralelamente a tudo isso que está acontecendo no hospital, acompanhamos o drama de Mila, uma menina Russa que viaja ilegalmente para os Estados Unidos na esperança de um bom emprego a sua espera, mas isso não acontece e ele é "jogada" em uma rede de prostituição. 

"Nunca lhes ocorre que coisas terríveis podem parecer bonitas". (Página 138)

As histórias vão se unindo aos poucos e trama vai ficando cada instante mais perigosa. 

***

Como sempre Jane Rizzoli e Maura Isles me proporcionam uma história incrível. Em um momento perto do final eu cheguei a pensar que a autora não tinha conseguido se igualar ao livro anterior, Dublê de Corpo que eu favoritei, mas logo quando eu pensei isso os acontecimentos finais começaram a ficar intensos e eu não conseguia parar de ler... Foi desesperador pensar que "aquilo" poderia acontecer "daquela" forma tão aterradora. (risos) 

Desaparecidas é um livro que trata sobre tráfico humano, prostituição, abuso de poder... A história vai tomando rumos conspiratórios e não se sabe mais em quem confiar e, eu acho, que foi a primeira vez que um livro da Tess Gerritesen foi estruturado de uma forma mais espacialmente abrangente, porque o problema em questão, se estourasse, afetaria todo o país.

Ah, nesse livro a história foi bem dividida entre Maura e Jane. No começo quem reina é a Maura e no fim a Jane. E o marido da Jane, Gabriel Dean, tem uma participação muito maior, sobretudo porque a esposa dele passa parte do livro com uma arma apontada para a cabeça e prestes a dar a luz. 

Ainda estou fascinado pela escrita da Tess e preciso dos próximos... Vai começar tudo de novo e, SIM, vale muito a pena!


Ondem da Série Rizzoli and Isles:

O Cirurgião (RESENHA)
O Dominador
O Pecador
Dublê de Corpo (RESENHA)
Desaparecidas
O Clube Mefisto
Relíquias
Gélido
A Garota Silenciosa




Abraços,
Rogério Queiroz.


12 comentários:

  1. Simplesmente adorei!
    Gosto muito de livros nesse estilo, mas ultimamente não tenho encontrado nada "diferente". E Desaparecidas parece muito bom.
    Aliás, gosto demais desse clima de conspiração da história, do tipo em que tanto o personagem quanto o leitor ficam sem saber no que acreditar. rs
    A propósito, fiquei muito curiosa para saber o que é "aquilo" que aconteceu "daquela" forma. rs
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Achei esse o livro mais alucinante da série. O que adoro na Tess é que ela sempre se reinventa. Temos O Cirurgião que é um suspense médico espetacular, O pecador, que tem toda uma atmosfera gótica, sombria e instigante, Dublê de Corpo, uma série de revelações perturbadoras e sem falar nos próximos. Essa série ainda vai render muito e prepare-se porque os que você ainda não leu são incríveis.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rogério!

    Olha eu dizendo de novo toda hora: Eu já prometi que vou ler algum livro da Tess, mas a situação está complicada hahaha.
    Se você diz que vale a pena vou tentar comprar um livro dela.
    Ahh Giovanna lá do blog também ama ela, na verdade o gênero favorito dela é policial, e como ela foi promovida a fazer resenhas, você em breve vai conhecer melhor o estilo dela (vou logo dizendo que a primeira resenha dela é de um livro policial u.U)

    Abraços!
    Encantos Paralelos.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que história de doido ahahah e é justamente assim que fica mais interessante. Adorei a sua resenha, nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas gostei bastante da criatividade da autora!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá Rogério ^^
    Nossa, que demais, amei sua resenha (como sempre eu acho), também acho que você quase nunca da a má sorte de ler um livro ruim né? rs.
    Não gosto muito de séries, mas depois de sua resenha vou procurar por mais e quem sabe será essa a minha preferida (depois de HP).
    Nossa, até mulher grávida, fora uma "morta" viva maluca, história pirada que totalmente amo <3.
    Que bom que valeu a pena rs.

    Beijos!
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Essa autora deve ser muito boa mesmo, todo mundo fala bem dela! =D
    Eu comprei um vira-vira dela há pouco tempo Jardim de Ossos/Dublê de Corpo, mas ainda não li, rs. Jardim de Ossos faz parte de uma série tbm?
    Ótima resenha, vc escreve muito bem!
    Ps: Vc é louco de comprar um livro por 44 reais caraa kkk
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Rogério..
    Obrigada por resenhar esse livro. Agora já sei exatamente o que estou precisando ler: um gênero policial. Rs
    Falando francamente, não é meu gênero favorito e nem era minha prioridade, mas a sua resenha foi tão boa que não vai ter jeito, vou ter que ler. Desconhecia um pouco do trabalho. Assim como o Victor falou ali em cima, só conheço um pouquinho porque a Gi lá do blog adora a escritora e já a citou em algumas conversas, agora ja tô até com o Skoob aberto pra saber mais sobre a autora e os livros. Quão impactante foi essa resenha hein!

    Sucesso
    Beijos
    Encantos Paralelos.

    ResponderExcluir
  8. ''ex-morta'' HAHAHAHAH eu ri quando você disse isso. Não conhecia essa série, nem a autora, mas pelo tanto que você falou bem, pelo jeito vale mesmo a pena. Não sei se isso aconteceu no livro, mas pelo jeito que você falou na resenha, tudo aconteceu muito rápido. O fato da ''ex-morta'' acordar, tornar-se um perigo, matar um segurança e fazer a médica de refém... sei lá, a impressão que passou foi essa. Mas, independente, eu gostei. Vou pesquisar mais sobre a série.

    ResponderExcluir
  9. Oi querido!

    Ai, como eu amo essa série! É difícil um suspense que consiga me prender de verdade, sempre implico com algo. Mas a Tess consegue me arrebatar em todos os seus livros! Já li até o sétimo ou oitavo dessa série, e amei todos. Esse quinto me deixou bem angustiada, os temas abordados são tensos e fiquei preocupadíssima com a Jane. Mesmo sabendo que nada de mais aconteceria com ela, por ser protagonista; eu não consegui conter meus nervos por ela e pelo bebê. Adoro essa personagem! Não sei porque, mas ela me conquistou de uma forma que a Maura não conseguiu kkkk

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Rogério!
    Sua resenha me fez ter vontade de ler o livro. Com certeza, comprarei-o quando puder. Gosto muito do gênero. Espero apreciar a leitura, da mesma forma que você a apreciou. ;)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Ela tem antos livros....
    E eu quero todos, como já falei. Este parece ser um ótimo volume, e com certeza seria uma ótima leitura para mim. Pretendo comprar uns 2 livros dela este ano, espero que os preços colaborem na Bienal, quem sabe. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Rogério
    Tudo bem?
    Fiquei com uma super vontade de ler esse livro, parece ser muito bom mesmo. A tua resenha meio que influenciou minha vontade porque ficou super legal! Quero também ler outros livros da autora e conhecer a narrativa dela!
    Beijos*-*
    Território das Garotas

    ResponderExcluir