Seguidores

Facebook

Tecnologia do Blogger.

Link-me

O Blogueiro

Visitas.

28/01/2014


Título: A Corte do Ar
Autor: Stephen Hunt
Editora: Saída de Emergência Brasil
Páginas: 544



"Se você não vive no limite, está ocupando espaço demais."
Stephen Hunt

A Corte do Ar é um livro completamente diferente de tudo o que eu já li. O cenário é quase vivo e compõe toda a história de uma maneira única. A trama se passa no Reino de Chacália, em um passado onde não havia aviões ou máquinas modernas e, ao invés disso, o que se observa são prédios vitorianos, aerostatos, robôs inteligentes e alguns bordéis.

Durante a história o leitor acompanha dois órfãos que lutam para sobreviver e, ao mesmo tempo, cada um possui a capacidade e um poder que pode salvar o mundo - como está escrito na contra-capa. 

Molly Templar e Oliver Brooks passam por momentos difíceis, perdem todos com quem se importavam e, a partir de então, começam a ser perseguidos.

Bom, voltando um pouquinho... Molly é uma órfã literalmente, ela vivia no orfanato Portas do Sol. Em Chacália, os jovens que viviam nos orfanatos eram enviados para diversos serviços nas cidades e Molly nunca se dava muito bem nos seus "empregos", pelo fato de que as condições de trabalho eram péssimas. As atitudes da garota, então, instigaram a ira do inspetor que, como último ato de repressão contra Molly, vende a menina para a Rainha das Prostitutas... ela teria que viver e trabalhar em um bordel. Como se não bastasse toda essa situação, Molly ainda sofre um atentado no prostíbulo e quando volta ao orfanato em busca de ajuda descobre que todos estão mortos.

Oliver Temple é um garoto especial, e isso não é uma coisa boa. Na infância, Oliver ficou muito tempo exposto à Brumaencantada, e as pessoas que entram em contato com essa tal Brumaencantada podem ficar loucas ou desenvolver habilidades, se tornando um ser Encantado (Humanos com superpoderes de origem mágica). Sendo assim, toda semana ele passa a ser entrevistado pela polícia, e se, por acaso, desenvolvesse algum dom não poderia mais ficar na sociedade, ele seria um risco e deveria ser controlado. Oliver, perdeu os pais quando era criança - na época citada acima -, e morava com o tio e um criada que o tratava como a um filho. O jovem também perde as pessoas que ama, assim como Molly, de forma inexplicável.

Muitos inimigos tinham presumido que aquele que prefere não lutar equivale àquele que não é capaz e que não quer lutar. Contudo, todos tinham sido severamente castigados por isso. (página 23)

Os acontecimentos acima são o ponto de partida para uma grande perseguição aos dois jovens e o leitor não sabe quais os reais motivos para aquilo acontecer.

* * *

O Steampunk é um estilo que eu não conhecia, no início foi muito complicado ler essa história, sobretudo pelos termos novos criados pelo autor. Mesmo com um glossário no final do livro, algumas palavras não foram incluídas.

Corte do Ar: Uma organização altamente secreta existente acima das nuvens e que policia e vigia a situação política do reino de Chacália. São também conhecidos como "observadores dos céus". (Glossário)

Edição:


Como eu já disse antes, A Corte do Ar é o livro mais bem feito em termos de arte, design.... que eu tenho. O livro foi cedido pela Editora Saída de Emergência Brasil. Folhas amareladas, fonte muito boa, os capítulos são medianos e longos - o que tornou a leitura um pouco complicada pra mim. A capa do livro é uma obra de arte, não há dúvida, mesmo quem não tem interessa em ler o livro vale a pena tê-lo na estante.

Classificação:

Links:
Facebook SdE
Twitter SdE
Instagram
Site Saída de Emergência Brasil



Abraços,
Rogério Queiroz.




23 comentários:

  1. Meu amigo assim que entrei na internet eu já vim correndo ver sua resenha, porque queria muito ler algo sobre esse livro, mas nunca tive a chance.
    Hoje eu li sua resenha e sinceramente gostei bastante, até porque eu também não conhecia esse gênero de livro. Mas tipo, me responde uma coisa, o livro parece um pouco uma perseguição policial n? seila...me deu essa impressão na parte do rapaz. No da menina eu acho que teria que ler mesmo o livro pra entender o que se passa. Mas achei muito bom o livro.
    E nossa, como ele é grande em? O.o A arte da capa e tudo mais é muito lindo mesmo.
    Imagina dentro do livro..nusssa. Muito bacana.
    Fico feliz que tenha gostado do livro. Se eu n pedir como cortesia, vou ver se compro ele.
    Mas enfim...PARABENS pela sua resenha, porque eu gostei bastante.
    Eu fiquei até em dúvida de colocar em minha lista de leitura, mas agora vc me convenceu em ler esse livro, porque é bom a gente conhecer gêneros diferentes.
    Outra coisa, a narrativa é boa? tipo, é bem fluida também? E a leitura é de fácil entendimento?
    Porque tem alguns livros que são bem complicadinhos. Enfim...Me responde essas questoes que volto aqui no seu blog para olhar.
    Beijinhos meu amigo e n esquece que te adoro mto
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Silvana.
      Não é uma perseguição policial, não, viu... "As pessoas" estão tentando matar a Molly e o Oliver.
      A leitura no início se arrasta um pouco, sabe, Sil, até porque é um gênero diferente do que estamos habituados, mas o autor sabe nos guiar pela trama, e é preciso começar devagar para pegar o ritmo. Ah, como eu disse a fonte é grande e isso ajuda bastante.
      Obrigado por estar sempre presente, Silvana.
      Beijos.

      Excluir
  2. Olá Rogério, noooooooooossa vc mt bem sabe que eu quero esse livro desde que lançou no Brasil e quando vc me disse da capa eu fiquei :o
    Sabia q era desse gênero q n sei escrever o nome, mas n sabia q tinha esses paranaues dos super poderes q instigou ainda mais minha curiosidade!!!
    Super Abraço,
    Victor Rosa - Encantos Paralelos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Victor.
      Esse livro gera bastante curiosidade mesmo, viu.
      Abraços.

      Excluir
  3. Olá querido!

    Primeiro, quero agradecer ao seu recado super fofo no meu blog, e deixar claro que também adoro o seu cantinho e seus posts maravilhosos!

    Agora, sobre o livro: a capa é mesmo maravilhosa, e foi o que me chamou a atenção na primeira vez que vi. Quando li a sinopse e vi que era steampunk então, quase corri na livraria pra comprar meu exemplar logo haha. Depois de ler a resenha então, estou mega ansiosa pela leitura. Achei tudo super original, e os órfãos parecem ser ótimos protagonistas, algo essencial para que eu consiga me conectar à história.

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda.
      Eu que agradeço... obrigado pelas suas palavras.

      Amanda, você tem uma ótima visão sobre a trama: é um livro original, com protagonistas carismáticos, no sentido que conseguem cativar o leitor.
      Abraços.

      Excluir
  4. Eu já li comentários bem ruins sobre o livro e isso me fez desistir! Até porque nem curto steampunk!
    A edição do livro é linda, eu tive a oportunidade de ver em uma livraria e apaixonei <3.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Inês, algumas pessoas não se adequaram muito ao estilo do livro :/
      Mas a edição é tão linda que vale a pena comprar. haha

      Excluir
  5. Olá Rô.
    Poxa, está lendo rápido hien?!
    Bem, desde quando lançou não tive tanto interesse, olha que gosto do gênero, não sei... Preferi ficar com Mago aprendiz, que não foi tão bom, mas acho que vale a pena acompanhar...
    O livro tem a capa linda mesmo, o personagem parece que sofreu muito, o que teria haver se ele tivesse poderes rs, merecia...
    Risco seria mesmo, mas acredito que ele não seja tão ruim, quanto a parte de ter robôs e etc eu adorei!
    A capa ´linda, a questão dos capítulos serem longos desanima mesmo, aliás, não paro até chegar ao fim de um e isto me prejudica rs.

    Bela resenha!
    Beijos

    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Tamires, estou tentando avançar com algumas leituras, tanto é que já estou quase concluindo o livro Segredos e Mentiras, só falta a última parta - a história é dividida em três partes.

      A capa de A Corte do Ar é muito bonita mesmo e os capítulos longos me atrapalharam um pouco no começo.

      Beijos.

      Excluir
  6. Esse livro pareceu-me o slogan da saída de emergência... para sair da rotina... Eu gostei de tudo o que vc disse, gosto de conhecer temas diferentes e esse parece ser um deles... Eu já babo pela essa capa que realmente é uma obra de arte. Tenho muita vontade de ter esse livro e ler a história.. porque até o título me chama atenção. Eu gostei da resenha e da premissa da história que você me apresentou. Xero!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, realmente, Dih, esse livro é para sair da rotina.
      Muito bom seu comentário.
      Xero!

      Excluir
  7. Acho que eu nunca li um streampuck, acho que nem saberia direito como identificá-lo huahuahuahuahua. Mas o livro parece ser bem interessante, fiquei curiosa para ler

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kel, o livro é totalmente interessante, viu.
      Abraços.

      Excluir
  8. Olá Rogério!
    Eu confesso que solicitei esse livro à editora, sem saber muito do que se tratava o steampunk =/
    Tô tendo uma dificuldade imensa em terminar o livro.. porque são muitos termos novos e eu acabo meio que me perdendo toda hora. Além disso as letras são muito pequenas .. kkk
    Espero que eu consiga persistir na leitura e gostar tanto quanto tu gostou!

    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariana.
      Eu acho realmente que o início do livro é mais lento, porque é no começo que ocorre a apresentação daquele mundo e dos personagens.
      Quanto ao tamanho da letra, eu achei bem grande, mas depois que eu li "A Guerra dos Tronos" tenho certeza que qualquer livro pode ser considerado com uma boa fonte. haha
      Beijos.

      Excluir
  9. Hey, rapaz.
    Sabe que esse livro não me chamou nem um pouco a atenção? Não parece ser o meu tipo de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma das coisas que eu gosto nas pessoas é isso, a capacidade de opinar de formas diferentes. Eu gosto de sinceridade e por isso gostei do seu comentário.
      Abraços.

      Excluir
  10. Oi Rogerio, primeira vez aqui e amei seu blog parabéns. Já virei seguidora ta?
    Olha, eu pretendo comprar esse livro desde o ano passado, e pelo o que li da sua resenha eu vou ama-lo.
    Ah, e vim aqui pelo blog da Silvana. :D

    http://luadesangue1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Ro. Tudo bem com você?
    Desculpe o sumiço e a falta de visitas parceiro.
    Sobre o livro, eu realmente gosto de livros com cenários quase vivos, desses que faz com eu me sinta dentro da história.
    E amo livros de folhas amareladas.
    ótima resenha, com certeza eu leria esse.

    E menino, eu vi seu poema no blog da Diana, adorei, vocÊ realmente tem muitoooooo talento.
    Sucesso, parabéns!

    beijos!!!
    seforasilva.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu comentário, Sefora.
      Que bom que gostou do poema, fico muito feliz.
      Abraços.

      Excluir
  12. Ola
    já vi vários blogs falarem bem desse livro e quero muito ler ele, sua resenha só aguçou mais ainda minha curiosidade, adorei os quotes que você separou,

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir