Pesquise!

Carregando...

Seguidores

Facebook

Tecnologia do Blogger.

Link-me

O Blogueiro

Visitas.

12/09/2013
O Diário de Litat
Claudemir de Oliveira
Editora: Novo Século
Páginas: 272


Sinopse - O Diário de Litat: Bnus e Qeb cresceram no mesmo vilarejo, brincando entre pedras e ruínas e, quando jovens, prometeram ficar juntos sempre. Suas vidas estavam entrelaçadas pelo sentimento mais puro do ser humano: o amor. No entanto, seus sonhos foram ceifados por divindades que os colocaram em caminhos opostos. Os olhos de Bnus, que antes brilhavam de felicidade, se tornam obscurecidos pelo Mal. Qeb, por sua vez, passa a lutar para manter e propagar o Bem pelos vilarejos. Mas embora tenham que se enfrentar por um propósito divino, o amor que os unia prevalece… Litat é o descendente desta história, e nasce com dons herdados desde o tempo de seus avós. Ele terá o livre arbítrio de usá-los, porém, sua omissão poderá acarretar danos ao seu povo.


Bem como eu já havia dito antes (AQUI), o livro inteiro tem como base o amor.  270 páginas de puro romance que não é só entre casais, mas também amor “humano”, digamos assim. O diário de Litat, particularmente me levou a lembrar de alguns costumes antigos, a lembrar de respeitar a quem de fato nos criou, me mostrou a importância do que é ter alguém ao lado. Isso foi muito pessoal e inteligentemente agradável de ler. Esse livro é diferente de todos que li antes, sério.

Mas o dom mais forte que tinha em mim era o amor que dediquei aos meus pais. Toda a ternura que tinha em meu ser eu passava para eles, assim, não viveram pela eternidade, mas pelo tempo que viveram foram felizes, não pratiquei um único ato que o magoassem e nunca deixei de amá-los.

Alguns personagens são apresentados antes de Litat, que é o narrador dessa estória. O que eu imaginei enquanto lia é, Litat é quem descreve a vida dos seus avós e de seus pais, e, o quanto deve ser desafiador e incrível, ao mesmo tempo, ter que narrar uma época que você nem conheceu. 

A estória começa com Qeb e Bnus, dois jovens que se amam desde a infância. Juntos eles enfrentam o que o destino tem preparado: a escolha do bem e do mal. Desprevenidos, após uma tarde de juras de amor, eles são cruelmente separados, mas mesmo em provações, ambos conseguem mostrar a maior força que alguém pode ter que é amar verdadeiramente alguém. Eles mostraram que o amor vence qualquer que seja o obstáculo, e assim firmaram um futuro juntos, porém distantes de tudo e todos.

Não é a presença permanente e constante ao lado de uma pessoa, ou a repetição por milhares de vezes juras de amor que materializam o amor verdadeiro. Pode-se amar uma pessoa à distância milhões de vezes mais do que aquela pessoa que permanece apenas com o corpo presente ao lado.

Como fruto desse romance, nasce Xofe. Um rapaz calmo e bonito, herdeiro da beleza do pai e da mãe. Cresceu longe da civilização com apenas a companhia dos pais e dos animais que rodeavam aquele local. Com o passar dos anos, Xofe constitui uma família ao lado da bela Fudi, que com os dias ganha mais um tão esperado membro: Litat. 

Meu filho, você é um ser iluminado. Seus avós foram escolhidos primeiramente por deuses que lutavam por ideais opostos, porém, ambos foram libertados pelo Deus Supremo por conter em seus corações o mais puro e verdadeiro amor da humanidade.

Desde pequeno Litat se achava diferente, não que ali tivesse outros meninos para que ele pudesse comparar, mas tinha seus pais. Em seu coração havia uma vontade imensa de ajudar a quem precisava, de demonstrar todo o amor que ele guardava no peito. Quando mais velho, partiu para uma cidade distante e chegando lá, conheceu Adryli, foi amor a primeira vista. Então, eu não vou contar mais para deixar vocês curiosos e amem as pessoas como se não houvesse amanhã.

Links:

Vídeo de lançamento do Livro
Facebook - O Diário de Litat
SKOOB - O Diário de Litat
Livraria Saraiva
Submarino


Beijos e abraços,
Larah.

14 comentários:

  1. Larah, o livro é ótimo mesmo e como você disse, faz com que a gente pense sobre o valor que damos aos que nos criaram.

    Abraços, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabela, sim, foi uma das coisas que amei no livro.
      Bjão.

      Excluir
  2. Parabéns Larah, sua resenha ficou ótima! Nunca imaginaria pela capa que o livro teria como foco o amor, mas é melhor nunca jugar pela capa né? rsrsr Nossos autores nacionais estão de parabéns!
    Super Abraço, Victor Rosa :p
    encantosparalelos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem querer acabei comentando praticamente a mesma coisa que no "Li até a página 100" acho que não mudei minha opinião mesmo hahahah

      Excluir
    2. Pois é, nunca é bom julgar antes de conhecer, rsrs, abração.

      Excluir
  3. Oi, Larah! :)
    Gostei muito da sua resenha e achei o livro super interessante. Os nossos queridos autores nacionais estão cada vez mais surpreendentes. Adoro isso! :)
    Beijos!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beijos pra você também, Rô! \o/

      Excluir
    2. Awn, que bom que gostou, e sim, definitivamente estão dando mais espaço para os autores nacionais, espero que eu tenha uma chance também, rs, bjs.

      Excluir
  4. Oiee, tudo bem?

    Sou fã dos nossos autores nacionais. Sempre com livros maravilhosos. Sempre leio resenhas super positivas sobre o Diário, mas ainda não tive a oportunidade de eu mesma ler =( Acho que o mais importante dos livros é a mensagem que ele nos deixa e gostei do que vc disse que o livro transmite. Valores como o respeito ao próximo e valorizar quem nos ama são muito importantes =D No mais, acho a capa do livro muito bonita, super caprichada.

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kel, adorei teu nome >.<
      Se tiver a adorável oportunidade de ler o Diário, assim faça. É uma mensagem linda. Bjs.

      Excluir
  5. Oi Lara... adorei a sua resenha parabéns...
    Eu quero muito ler esse livro até tentei parceria com o autor...
    Mas mesmo assim coloquei em minha listinha de compras rsrsrsrs.

    O amor é algo hoje em dia tão complexo, porque algo que sempre foi tão lindo, fácil e prático hoje dia é mais rótulo do que qualquer oura coisa... falo porque antigamente quando se dizia eu te amo para alguém, que fosse seu amor, amigo, familiar... era um sentimento intenso e verdadeiro, hoje em dia em sua maioria não querendo generalizar muito falar eu te amo significa até ganhar dinheiro fácil e isso me irrita porque sou adepta do amor absoluto perante ao meu próximo sempre...

    Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diana, adorei a sua visão sobre o amor, eu penso mais ou menos dessa forma também. Se cuida, bjs.

      Excluir
  6. Olá Larah.
    Adorei sua resenha,o livro não me chamou pela capa e nem sinopse,mas depois de sua resenha eu mudo de opinião rsrs.
    Amar as pessoas como se não houvesse amanhã...me lembra uma música que adoro ^^.

    Parabéns pela resenha,adorei e espero ver muito mais suas aqui.
    Beijocas
    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamires. Que bom que você gostou da minha primeira resenha. Foi muito bom saber que mudei a sua opinião a respeito do livro, e sim, também lembrei-me de uma música que eu adoro :3
      Bjs.

      Excluir